terça-feira, 1 de maio de 2018

Palocci receberá R$ 30 milhões caso Moro homologue a delação dele. Por Joaquim de Carvalho

Os 30 dinheiros de Palocci.....foi assim há 2 mil anos....
O spin delator é uma condição humana execrável...

Segue postagem sobre o tema:


Agora vale

Dois aspectos chamam a atenção na notícia vazada pela Polícia Federal de que o ex-ministro Antônio Palocci fechou acordo de delação premiada.
Uma delas é a data em que a informação foi vazada, imediatamente após a decisão da segunda turma do Supremo Tribunal Federal de tirar de Moro a delação da Odebrecht referente a Lula.
Cheira à contra-ataque, retaliação à decisão da corte em Brasília.
Outro aspecto que chama a atenção é que o acordo de delação premida está sendo costurado pela Polícia Federal, não pelo Ministério Público Federal.

O delator, por Maria Luiza Quaresma Tonelli


Maria Luiza Quaresma Tonelli 13 h · A lealdade é uma das maiores virtudes humanas. A lealdade é da ordem da dignidade, da integridade, da confiabilidade, da fortaleza, da coragem, da verdade, da generosidade, da grandeza humana. A pessoa leal não se verga, não se entrega nem entrega o outro em troca de interesses, por mais nobres que sejam, como a liberdade. O homem leal não se vende, porque não tem preço, tem valores. O desleal, ao contrário, vale infinitamente menos do que o preço que cobra ou que lhe é oferecido. Lula, Zé Dirceu, Genoino, Vaccari são exemplos de lealdade. Palocci é um exemplo de pessoa que desconhece a virtude da lealdade. Se fosse um objeto seria um lixo não reciclável. Um lixo tóxico para si mesmo, porque cedo ou tarde terá que se olhar no espelho e lidar com o peso da sua consciência. Não há dinheiro que compre uma alma nobre, nem dinheiro que lave uma alma sebosa.

Do spin delator


Marcelo Odebrecht na delação: "a Odebrecht ofereceu R$ 40 milhões pro Lula, ele não pegou porque não quis".
Muita cara de pau e safado esse Marcelo.

CurtirMostrar mais reações
Comentar
Comentários
José Gomes da Silva Isso para mim é atestado de idoneidade.
#LulaInocente
#Lulalivre
...Ver mais


2
Gerenciar


CurtirMostrar mais reações
 Responder10 h
Gracinha Chaves Não pegou porque não é bandido igual o senhor, Dr Marcelo.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

O paradoxo da delação premiada, por Fernando Horta



O paradoxo da delação premiada, ou por que este instrumento não serve para o Brasil
A Delação Premiada virou a “menina dos olhos” de uma parte da população brasileira. Não se sabe, porém se por conhecerem do tema ou se por ideologia “anti”, já que a Lava a Jato prendeu apenas sete políticos desde 2009 e cinco deles são do PT.
Numa leva de inovações teóricas iniciadas com Joaquim Barbosa e seu “Domínio do Fato”, até o “probabilismo penal jurídico cristão” de Deltan Dallagnol, o rol de inovações é tão estranho quanto de duvidosa serventia. Aliás, o próprio criador da doutrina do “domínio do fato”, Klaus Roxin, desautorizou a forma com que Joaquim Barbosa usou no mensalão. Era muito domínio e pouco fato. Vozes qualificadas contra as inovações brasileiras não faltam. Vão desde constitucionalistas como José Gomes Canotilho até penalistas mundialmente reconhecidos como o italiano Luigi Ferrajoli e Raul Zaffaroni. Aliás, Canotilho foi autor, junto com Nuno Brandão, de um parecer pedido pelo governo português sobre a Lava a Jato. Canotilho é límpido e transparente sobre a ilegalidade dos acordos de delação. Na mesma esteira, o juiz espanhol que mandou prender Pinochet, Baltasar Garzón, e o juiz da “Operação Mãos Limpas” na Itália, Gherardo Colombo, são ambos abertamente críticos aos desmandos e novidades produzidas pela turma jurídica brasileira nestes últimos tempos.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Quem é o cabo Anselmo



Celso Lungaretti


Na reestréia do programa Roda Viva, a busca de impacto prevaleceu sobre os critérios de ordem moral: a atração foi um sujeito que se vangloria de, passando-se por companheiro dos resistentes, ter contribuído para que a ditadura militar exterminasse cerca de 200 deles durante os  anos de chumbo.
O número, evidentemente, é exagerado, mas o que devemos pensar de quem quer ser reconhecido como  serial killer?
Volte ao spin